Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

Feira das Plantas

flores

 

A Biblioteca é um espaço para livros e afins, mas como não pode esquecer dias importantes para todos nós, ela não esqueceu o Dia da Mãe, proporcionando uma pequena feira de plantas, onde todos puderam adquirir um lindo e perfumado presente, florido ou não, para aquela que desempenha um dos papéis mais importantes na vida de cada um de nós.

Homenageio, aqui, todas as Mães com alguns poemas a elas dedicados.

 

No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe.

Tudo porque já não sou
o menino adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;
ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;

ainda oiço a tua voz:
        Era uma vez uma princesa
        no meio de um laranjal...

Mas - tu sabes - a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.

                                  Eugénio de Andrade, Os amantes sem dinheiro

 

 

Mãe! Vem ouvir a minha cabeça a contar histórias ricas que ainda não viajei!
Traz tinta encarnada para escrever estas coisas!
Tinta cor de sangue verdadeiro, encarnado!
Eu ainda não fiz viagens
E a minha cabeça não se lembra senão de viagens!
Eu vou viajar.
Tenho sede! Eu prometo saber viajar.
Quando voltar é para subir os degraus da tua casa, um por um.
Eu vou aprender de cor os degraus da nossa casa.
Depois venho sentar-me a teu lado.
Tu a coseres e eu a contar-te as minhas viagens, aquelas que eu viajei, tão parecidas com as que não viajei, escritas ambas com as mesmas palavras.
Mãe! Ata as tuas mãos às minhas e dá um nó-cego muito apertado!
Eu quero ser qualquer coisa da nossa casa.
Eu também quero ter um feitio, um feitio que sirva exactamente para a nossa casa, como a mesa. Como a mesa.
Mãe! Passa a tua mão pela minha cabeça!
Quando passas a tua mão na minha cabeça é tudo tão verdade! 
                                                                                        Almada Negreiros

 

Mãe,
És bela.
És a estrela que me ilumina.
És carinhosa.
Dás-me muito amor.
És muito brincalhona
E muito minha amiga...

Aturaste as minhas birrinhas de bebé.
Os teus olhos parecem estrelas a brilhar.
És querida.
Eu sei,
que, às vezes, faço muitos disparates...
Gostava que me desculpasses.
Obrigado por tudo,
Mãe

          Liliana Sofia Trindade - 3º A

 

 

Obrigado a todos aqueles que contribuiram para o sucesso desta actividade e feliz Dia da MÃE.

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

flores

 

publicado por novosnavegantes às 18:36
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Luana a 26 de Maio de 2008 às 21:09
Parabéns, parabéns, parabéns...
Sue blog é um show!!! Amei. Continue postando.
Beijos.
De GRAÇA DUARTE a 15 de Setembro de 2008 às 03:31
O V ITAFLORES será realizado nos dias 24, 25 e 26 de outubro de 2008 (sexta a domingo), na cidade de Itaboraí – RJ, a aproximadamente 50 km da capital, com objetivo de fomentar, divulgar e aumentar o consumo de Flores e Plantas Ornamentais no Estado do Rio de Janeiro, através de: Cursos Técnicos, Oficinas e demonstrações de arte floral e Feira de negócios, com as principais empresas do setor.

O ENCONTRO SERÁ COMPOSTO DE:
1. Cursos Técnicos;
2. Oficinas de Arte Floral;
3. Oficina de arte floral para alunos especiais;
4. Exposição, demonstração e venda de flores e plantas ornamentais, acessórios e artesanatos;
5. Feira de Negócios;
6. Atividades para crianças e público visitante.

PÚBLICO ALVO:
Produtores Paisagistas
Eng. Agrônomos Técnicos
Empresários Pesquisadores
Floristas Decoradores
Consumidor final

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Ela canta, pobre ceifeira

. Trabalhos realizados no â...

. Trailer-Homens Há Muitos

. Semana da Leitura: Sessão...

. Francisco Salgueiro na BE...

. Trabalhos realizados no â...

. "Praia da saudade" de Fra...

. Semana da Leitura: Progra...

. Francisco Salgueiro: entr...

. Concurso Nacional de Leit...

. "Chovem papéis"

. Serão de Memórias - Escol...

. Serão de Memórias -Escola...

. Serão de Memórias - Escol...

. Semana da Leitura: Sessão...

.arquivos

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.links


Contador web
Visite nosso site Gifs Lily
blogs SAPO

.subscrever feeds