Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

"O Fio de Missangas" de Mia Couto

É uma obra inserida num género literário que parece ser o da preferência do autor: o conto.
Estórias de desamor, de desencontros, de incompreensões, de vidas incompletas, de sonhos não realizados, são afinal histórias breves da humanidade, que se condensam em cada ser humano.
Com uma linguagem trabalhada, confirmando o que o autor disse de si mesmo: “conto estórias por via da poesia”, é também um livro onde o autor emprega, mais uma vez, os seus neologismos, que são agora chaves de interpretação, obrigando o leitor a repetir a sua leitura e a formular hipóteses de sentido. São palavras recém-criadas que suportam uma quantidade ínfima de significados.
Um bom exemplo de neologismos é a história Saia Almarrotada, querendo o adjectivo do título dizer ‘amarrotada’.
Observamos uma realidade muito mais aprofundada, ou seja, é uma personagem que tem a alma como a saia, além de rota, amarrotada, esquecida e condenada à não existência, sem valor.
Terminada a leitura, fazemos uma apreciação completamente diferente, podendo concluir que a referência à saia não é mais do que uma alusão à vida da mulher (“agora, estou sentada olhando a saia rodada, a saia amarfanhosa, almarrotada. E parece que me sento sobre a minha própria vida”).
São vinte e nove contos unidos como missangas em redor de um fio, que é a escrita encantada de um consagrado fabricador de ilusões.
 
Opinião acerca da obra
 
Gostei imenso de ler este livro!
 Ao início não me despertou grande interesse, talvez pelo facto de se inserir num género literário que não seja frequente eu ler. Apesar disso, cativou muito a minha atenção.
Penso que não é um livro para ler durante uma semana, pois como é um conjunto de “estórias” devem ser lidas cada uma em dias diferentes.
Ao fim de as lermos, pensamos e reflectimos sobre elas… E não são as mais felizes, mas na vida nem tudo é perfeito! Faz-nos ver e compreender como é o continente africano, uma viagem que faço nos livros, já que ainda não tive oportunidade de a fazer na “vida real”.
 
Vanessa Jerónimo, 10º F
publicado por novosnavegantes às 23:57
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De AnnaTree a 24 de Janeiro de 2011 às 13:00
adorei o livro.ando a publicar pedaços no meu blog arvoredeletras

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Ela canta, pobre ceifeira

. Trabalhos realizados no â...

. Trailer-Homens Há Muitos

. Semana da Leitura: Sessão...

. Francisco Salgueiro na BE...

. Trabalhos realizados no â...

. "Praia da saudade" de Fra...

. Semana da Leitura: Progra...

. Francisco Salgueiro: entr...

. Concurso Nacional de Leit...

. "Chovem papéis"

. Serão de Memórias - Escol...

. Serão de Memórias -Escola...

. Serão de Memórias - Escol...

. Semana da Leitura: Sessão...

.arquivos

. Setembro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.links


Contador web
Visite nosso site Gifs Lily
blogs SAPO

.subscrever feeds